O sorriso do estranho

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Vestibulando ansioso: resumos dos livros que caem nos maiores vestibulares ! Iracema

Oláa meus amores, eu tive uma ideia muito legal -pelo menos eu achei legal- quem aí vai prestar vestibular esse ano? E quem precisa de resumos e análises dos livros que são clássicos e irão cair nas provas?
IREI AJUDAR VOCÊS: EBAAA!!!

E para começar, irei falar do livro Iracema, o romance indianista do José de Alencar, que é cobrado na Fuvest, a porta de entrada para a USP.

O livro trás o romance entre o branco colonizador Martim e a índia Iracema, descrita como a "Virgem dos lábios de mel, que tinha os cabelos mais negros que a asa da graúna, e mais longos que seu talhe de palmeira".
O livro se inicia com um flashback do capítulo final, mas depois disso vemos uma história cronológica que  nos mostra o povoamento do Ceará.
É um enredo composto por metáforas, e a primeira delas é vista no começo, quando Iracema estava na floresta e avistou Martim se aproximando, e desferiu-lhe uma flecha, referência à flecha do cupido. Em seguida, se arrepende e o leva até seu pai Araquém, na aldeia dos tabajaras, onde este é bem cuidado apesar de ser aliado dos inimigos da tribo, os potiguaras. Além disso, o branco corre perigo na tribo, pois Irapuã, grande guerreiro tabajara, se enciumava vendo o branco perto de Iracema, desejando matar-lhe.
Iracema então decide abandonar sua tribo e parte com Martim e Poti (seu grande amigo) para uma cabana afastada, mas com o passar do tempo ambos se veem infelizes, mesmo com a gravidez da índia. Um dia, quando os amigos saíram para uma batalha, Iracema teve seu filho, chamado Moacir, mas não conseguiu amamentá-lo por estar triste e com saudades de seu amado. Martim retorna e recebe seu filho nos braços, em seguida Iracema morre, sendo enterrada aos pés de um coqueiro.

Análise

Por trás da narrativa vemos um mito sobre a fundação da identidade brasileira.
Iracema se mostra submissa a Martim, pois essa abandonou sua família e povo pelo amado. Uma forma de mostrar a submissão do índio ao branco no período de colonização. Além disso, o nome da índia é uma anagrama para a palavra América.

Personagens 

Iracema - Índia admirada por sua beleza
Martim Soares - Branco, representando a colonização.
Araquém - Pai de Iracema e pajé.
Caubi - Irmão de Iracema.
Irapuã - Chefe dos tabajaras, que é apaixonado por Iracema.
Poti - Amigo de Martim.
Jacaúna - Chefe dos pitiguaras, irmão de Poti.
Moacir- Filho de Iracema e Martim, representando a miscigenação do branco com os índios.

Conexões (Trecho retirado do Guia do Estudante Fuvest 2017)

“Iracema, a índia idealizada, faz contraponto com Virgília, personagem de Memórias Póstumas de Brás Cubas. Ao contrário de heroína romântica, Virgília é capaz de diferenciar seus interesses pessoais do seu desejo amoroso. Deixa de fugir com Brás Cubas e mantém-se casada com Lobo Neves porque almeija ser marquesa. Iracema ao contrário, abre mão da sua condição na tribo, e morre por isso.”


Espero que tenham gostado e aproveitado o post, mas eu recomendo sempre que leiam o livro pois é o melhor modo de absorver todas as informações!
Quer o resumo de algum clássico? É só pedir !
Beijos

Um comentário:

  1. Eu me lembro que li esse livro há algum tempo. Sua resenha ficou ótima.
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir